0 votos
Olá, tenho uma dúvida sobre o Caboclo Cobra Coral, gostaria de saber se uma das suas características e ele ser grosso com as pessoas que ele auxilia. Recentemente comungo ayahuasca, e algumas pessoas do meu grupo social que também frequentam, relata que a o conta-lo o Caboclo Cobra Coral, ele geralmente é grosso. Gostaria de saber, se procede, se e o ego delas falando ou se realmente esse Caboclo age assim, acho que por ser um ser de luz ele deve saber como tratar cada um.
por

2 Respostas

0 votos
Olá Marcel...

Quando a Umbanda foi anunciada por Zélio pediram o nome da Entidade, que usava a mente do médium para se comunicar...

Foi quando essa Entidade deu o nome de Caboclo das Sete Encruzilhadas... tentando colocar que para Ele não haveriam "caminhos fechados"...

Mas antes disso já haviam Entidades que se apresentavam nas "MACUMBAS" no Rio de Janeiro..

E essas Entidades também deram  nome para se identificarem.....

Na Linha de Caboclos era muito comum usarem nomes indígenas..

Estou colocando isso para tentar mostrar que nomes são apenas nomes....

Caboclo Cobra Coral é o nome de uma Entidade que atua na linha de Caboclos...

Uma Entidade não tem o defeito de ser "grosso"... isso é característica do médium...

É defeito do desenvolvimento adquirido pelo médium...

Espero que tenha ajudado com meu entendimento...

AXÉ...!
por (340 pontos)
0 votos
Olá Marcel

Complementando a resposta do nosso irmão Laércio, geralmente grande parte dos Caboclos tem uma postura e mesmo fala mais sérios, não que isso seja uma característica de todos, mas muitos deles expressam um tom de postura séria. Dessa forma, algumas pessoas entendem alguns desses Caboclos como sendo "grossos" quando na verdade eles apenas expressam seriedade e respeito nas suas manifestações. Quando eles precisam nos "cobrar" alguma postura, algum erro ou algo assim, geralmente é em tom de pai cobrando e ensinando o filho, por isso pode parecer as vezes até mesmo ríspido, não que muitas vezes não mereçamos né.

Agora, existe um outro problema que é o excesso ou a interferência do médium na incorporação, quando esse não tem plenamente desenvolvido sua faculdade mediúnica. Ai pode haver um tom que ultrapassa os limites do bom-senso e se torna mal-educado, o que não é a postura de entidades de luz e portanto não condizem com nossos Caboclos.

Não é uma particularidade de qualquer banda que seja, um comportamento padronizado, afinal, são todos espíritos irmãos em evolução, assim como nós, mas em graus muito mais elevados, portanto, cada um preserva sua individualidade.

Espero ter ajudado Marcel, um abraço!
por (616 pontos)
541 perguntas
1,152 respostas
4,531 comentários
3,105 usuários