0 votos
Minha dúvida é sobre mais de uma entidade da mesma linha "trocando" no médium. Por exemplo: o médium está trabalhando na tronqueira na gira de Exu. Exu Marabô "abre" e "fecha" o trabalho com aquele médium. Durante os trabalhos, vêm Exu Meia Noite e Maria Farrapo. Nitidamente o Marabô se afasta para os outros acoplarem, trabalharem. Vi em um vídeo que o certo seria o Exu Marabô se manter na coroa e os outros apenas encostarem, que se há essa "passagem" seria falta de firmeza do médium. O mesmo para outras linhas: a preta velha começa e depois vem outro preto velho. Sabemos que não existe uma regra rígida na Umbanda, por isso pergunto para saber se com outras pessoas o fenômeno acontece assim mesmo ou se preciso me doutrinar, tenho receio de estar fazendo algo incorreto. Axé!
relacionada a uma pergunta para: MÉDIUM QUE INCORPORA VARIAS ENTIDADES
por

2 Respostas

0 votos
Isso está parecendo falta de concentração....

Quando desenvolvemos a mediunidade estamos 'TREINANDO" nossa mente para receber a comunicação de outros espíritos... normalmente EGUNS.... QUE NADA MAIS SÃO DO QUE ESPÍRITOS DE QUEM PASSOU POR ESSA DIMENSÃO...

Insegurança é o que dificulta muito o trabalho dos "guias"...  procura só aceitar aquilo que você sinta que está sendo bom para você...

Boa sorte !
por (436 pontos)
editado por
0 votos
Nessa questão (que eu vejo ser bem comum para alguns médiuns) acho que não existe uma regra pré-definida.

As necessidades espirituais da casa são várias. Precisa de entidades para consultas, passes, girar mediuns em desenvolvimento, guardar a gira enquanto outros estão trabalhando em atendimento etc.

Ou seja, existem várias funções para vários guias

Mas assim, é importante pensar:
Todos os guias necessitam de passagem em um mesmo dia de trabalho? geralmente não
Receber muitas energias desgasta o médium? geralmente sim
Há a necessidade de ter que dar passagem para todos os guias? geralmente não

O que eu quero dizer com isso?
Os guias se manifestam por uma razão (que nem sempre é a mesma), mas receber só por receber, só para ele vir e dar uma girada ali e andar de um lado pro outro, sem que realmente haja um motivo não é necessário. Nesse caso seria melhor firmar bem um ou dois guias dependendo da real necessidade e do tempo de trabalho do que ficar recebendo vários e não ter "firmado" nenhum.
Quando eu digo firmado, é no sentido de que o guia realmente tem uma função ali na gira, atendimento, guarda, etc

mas e o que fazer com os outros que ja se tem e vão ficar em "segundo plano"?
Quando houver razão pra eles se manifestar eles virão.

Qualidade é melhor que quantidade. E como um Exu me ensinou um dia: quem recebe um pouco de tudo, não recebe muito de nada.

Espero ter ajudado
por (756 pontos)
582 perguntas
1,207 respostas
4,588 comentários
14,602 usuários